(16)3142-1350

Projeto de Lei n° 30, de 24 de Outubro de 2018.

“Estima Receita e fixa a Despesa do Município de São José da Bela Vista – SP, para o exercício de 2019, e dá outras providências.”

 

              A Câmara Municipal de São José da Bela Vista, Estado de São Paulo, nos termos do artigo 9º da Lei Orgânica do Município, em 1° discussão e votação em Sessão Ordinária no dia 14 de Novembro de 2018, às 20:00 horas,e em 2º discussão e votação em sessão Extraordinária no dia 28 de Novembro de 2018 as 21:00 horas APROVOU o seguinte Projeto de Lei:

 

 

ARTIGO 1º – O Orçamento do Município de São José da Bela Vista, Estado de São Paulo, para o exercício de 2019, estima a Receita e fixa a Despesa em R$ 25.670.000,00 (Vinte e cinco milhões e seiscentos e setenta mil reais), sendo:.

 

I – Orçamento Fiscal em:                                  R$ 19.032.000,00;

II – Orçamento da Seguridade Social em:     R$  6.638.000,00.

 

 

ARTIGO 2º – A Receita será arrecadada na forma da legislação vigente e das especificações constantes dos quadros integrantes desta Lei, observando o seguinte desdobramento:

 

Sumário Geral da Receita por Fontes (Lei nº: 4.320, artigo 2º, § 1º, I)

 

Receitas Correntes:

 

Receita Tributária                    R$   2.540.000,00

Receita Patrimonial                                           R$        62.000,00

Receita de Serviços                                           R$      135.000,00

Transferências Correntes                  R$ 22.783.000,00

Outras Receitas Correntes                                R$        10.000,00

Receitas de Capital:

 

Alienação de Bens                                             R$         50.000,00

Transferência de Capital                  R$         90.000,00

 

 

Receita Total      :                              R$  25.670.000.00

 

 

ARTIGO 3º – A Despesa será realizada segundo a discriminação dos quadros integrantes desta Lei, com os seguintes desdobramentos:

 

Sumário Geral da Despesa por funções (Lei 4.320, artigo 2º, § 1º, I)

 

I – Por funções do Governo

 

01           Legislativa                                                       1.530.000,00

04           Administração                                                    3.006.000,00

06           Segurança Pública                                            106.000,00

08           Assistência Social                                              1.366.000,00

10           Saúde                                                                   5.137.000,00

12           Educação                                                            9.856.000,00

13           Cultura                                                    196.000,00

15           Urbanismo                                                          1.745.000,00

17           Saneamento                                                           705.000,00

18           Gestão Ambiental                                                 258.000,00

26           Transporte                                                              440.000,00

27           Desporto e Lazer                               340.000,00

28           Encargos Especiais                                               733.000,00

99           Reserva de Contingência                     250.000,00

 

 

Total:         25.670.000,00

 

 

II – Por Órgão da Administração

 

01  CAMARA MUNICIPAL                                                                                                                  1.530.000,00

01.01.00  LEGISLATIVOS                                                                                                                     1.530.000,00

 

02  PREFEITURA MUNICIPAL                                                                                                        24.140.000,00

02 01 GABINETE DO PREFEITO                                                                                                           629.000,00

02 02 SECRETARIA MUNIC.DE PROCURADORIA JURÍDICAS                                                  219.000,00

02 03 SECRETARIA MUNIC. DE ADMINISTRAÇÃO                                                                   1.500.000,00

02 04 SECRETARIA MUNIC. DE AÇÃO SOCIAL                                                                          1.366.000,00

02 05 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA                10.052.000,00

02 06 SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER                                                            340.000,00

02 07 SECRETARIA MUNIC. DE  FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO                    1.749.000,00

02 08 SECRETARIA MUNIC. DE OBRAS E INFRA ESTRUTURA                  2.890.000,00

02 09 SECRETARIA MUNIC. DE AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE                                   258.000,00

02 10 SECRETARIA MUNIC. DE SAÚDE                                                           5.137.000,00

 

TOTAL‑‑‑‑‑‑‑>>>                                                                                  25.670.000,00

ARTIGO 4º – Fica o Poder Executivo autorizado a:

 

I – Abrir durante o exercício créditos suplementares até o limite de 10% (dez por cento) da despesa fixada no artigo1º, utilizando, como fonte de cobertura, o superávit financeiro do exercício de 2018, os recursos provenientes do excesso de arrecadação e o produto de operações de crédito (art. 43, § 1º, I, II e IV, da Lei nº 4.320, de 1964).(REDAÇÃO DADA CONFORME EMENDA Nº01 AO PROJETO DE LEI DO EXECUTIVO Nº30, DE 24 DE OUTUBRO DE 2018)

 

II – Abrir créditos suplementares até o limite consignado sob a denominação de Reserva de Contingência em conformidade com o disposto na Lei de Diretrizes Orçamentárias;

 

III- Abrir créditos suplementares até o limite de 10% (dez por cento) da despesa inicialmente fixada no artigo 1º, utilizando, como fonte de cobertura, a anulação parcial ou total de dotações orçamentárias.

 

Parágrafo único. Não onerarão o limite previsto no inciso I, os créditos destinados a suprir insuficiência nas dotações de despesas à conta de recursos vinculados;(REDAÇÃO DADA CONFORME EMENDA Nº01 AO PROJETO DE LEI DO EXECUTIVO Nº30, DE 24 DE OUTUBRO DE 2018)

 

ARTIGO 5º – As fontes de recursos aprovadas nesta Lei e em seus créditos adicionais poderão ser modificadas pelos Poderes Legislativo e Executivo, mediante ato próprio, visando ao atendimento das necessidades da execução dos programas, observando-se, em todo caso, as disponibilidades financeiras de cada fonte diferenciada de recurso.

 

ARTIGO 6º – Prevalecerão os valores correntes consignados nos anexos a esta Lei, no caso de divergência, de quaisquer espécies, entre estes e os valores dos programas e das ações   constantes da Lei de Diretriz Orçamentárias para o exercício de 2019 assim como o Plano Plurianual para o período 2018 a 2021.

 

ARTIGO 7º – Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, surgindo seus efeitos a partir de 1º de janeiro de 2019.

 

 

São José da Bela Vista, 30 de Dezembro de 2018.

 

 

___________________________

Gaspar Ferreira Da Costa

Presidente

 

 

 CERTIFICO: Que a presente Lei foi aprovada em 1°discussão e votação em Sessão Ordinária no dia 14 de Novembro de 2018, às 20:00 Horas,e aprovada em 2º discussão e votação em sessão extraordinária no dia 28 de novembro de 2018 as 21:00 Horas , estando, portanto em condição de ser promulgada  e executada.

 

Secretaria da Câmara Municipal de São José da Bela Vista.

Em 30 de Novembro de 2018.

 

__________________________

Rodrigo Antônio da Silva

Agente Legislativo